afrobeat daqui

da nigéria para o mundo: afrobeat. fela kuti e tony allen deram forma a esta música que inspirou e inspira músicos e artivistas ao redor do mundo. no dia dois de agosto de 1997 fela foi tocar em outras latitudes. e nesta edição você confere uma pequena homenagem a esta figura extraordinária cuja trajetória você confere em esta puta vida, biografia de fela kuti escrita pelo cubano radicado no brasil carlos moore. e na trilha sonora desta edição, uma pequena amostra do afrobeat feito aqui nestas nossas latitudes. aproveite a visita e confira também o trailer do filme anikulapo, dirigido por pedro rajão. e aumente o volume que isso aqui é afrobeat!

 

formada por 10 integrantes, o bexiga 70 surgiu no cenário musical da cidade de são paulo e tem proposto experimentar o afrobeat, ritmo base da banda, com jazz, ritmos latinos, entre outros. o nome da banda faz referência ao lugar onde o projeto nasceu: estúdio traquitana, bairro popular do bexiga, número 70. mas pode ser entendido também como uma referência a africa 70, um dos nomes que batizaram projetos musicais do nigeriano fela kuti. “luz vermelha” e ” tema de malaika” fazem parte do cd homônimo da banda.

surgida em março de 1998, a banda sinhô preto velho utilizava a sonoridade oriunda das religiões de matriz africana, na cidade de são paulo, assim como os saberes das populações indígenas nas suas propostas musicais. o disco da banda, intitulado kaumondá, que significa ladrão de cauim, foi integralmente gravado na língua tupi. desse álbum, você confere a canção “maranire oroiebyr landé tapene”.

considerada a primeira orquestra de afrobeat no chile, newen afrobeat combina ritmos da tradição africana com elementos da música latino-americana, mantendo as influências deixadas por fela kuti. “newen” é uma palavra da lingua mapudungun, dos povos mapuches, que significa força do espírito. logo, a força do afrobeat se destaca na produção musical da banda. aqui, você escuta a canção “santiago”.

oriunda de maracaibo, venezuela, tragavenao orquesta afrobeat é um projeto musical que também experimenta a combinação do afrobeat ao jazz, funk, além dos ritmos da tradição musical da venezuela. em 2014, eles lançaram o cd homônimo, do qual selecionamos as canções “zancudo moderno” e “terepaima”.

a palavra abayomi significa “encontro” na língua iorubá. é também o nome da banda nascida na cidade do rio de janeiro e que também buscou o encontro com o afrobeat. o tambor, os instrumentos de sopro, a ancestralidade, o groove, integram o repertório da abayomi afrobeat orquestra, que tem no músico e ativista fela kuti uma inspiração. desta banda,  você confere as canções “emi yaba” e “malunguinho”.

a banda baiana ifá afrobeat apresenta um repertório inspirado na diversidade da música de matriz africana que se destaca na atual cena musical baiana. a banda mergulha no universo do afrobeat, dub, reggae, funk, na música dos afoxé e dos blocos afro. aqui, pode-se escutar a canção “suffer”, uma parceria com a cantora e compositora nigeriana veronny odili.


compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email