carnavales y otros bailes

para bailar, para curtir, para conhecer um pouco da trilha sonora que anima os carnavais e outras festas populares destas latitudes. um passeio musical pelas festas, uma breve mostra dos diferentes modos de estar juntos para celebrar as muitas festas que nos devemos.

confira as canções e os artistas desta edição:

[spoiler title=” que vivan los carnavales” open=”0″ style=”1″]

que vivan los carnavales, do grupo finlandia, um duo formado por mauricio candussi (argentina) e raphael evangelista (brasil). em seu disco carnavales (2011), do qual faz parte essa composição, o duo buscou sintetizar a diversidade de carnavais presente na nossa latino-américa, com ritmos como huayno, tinku, bailecito, sayas, taquirari, morenada e diablada, executados com instrumentos acústicos  e programações eletrônicas.

[/spoiler] [spoiler title=”candombe” open=”0″ style=”1″]

candombe, do cd tangó de san miguel – candombe del litoral argentino, do músico pablo suárez . o disco é resultado de um trabalho de pesquisa sobre a história e a cultura das comunidades negras que habitaram a região do rio paraná na cidade de paraná, argentina, no século XIX. pablo suárez esteve recentemente no brasil para participar da primeira edição do festival latitudes latinas.

[/spoiler] [spoiler title=”tambores” open=”0″ style=”1″]

tambores, do cd emotivo (2007) de hugo fattoruso. este uruguaio começou sua carreira musical aos quatro anos estudando piano, aos nove anos passou a integrar o trio fattoruso, junto com seu irmão e seu pai, e ao longo das últimas décadas tem feito parte de bandas a partir das quais vem explorando diversos ritmos e gêneros, como o candombe, um ritmo afro-uruguaio que junto ao jazz e ao rock está presente no seu repertório. confira o vídeo.

[/spoiler] [spoiler title=”te olvidé” open=”0″ style=”1″]

te olvidé, de antonio maría peñaloza e sonia basanta, esta dançante composição é um dos clássicos do carnaval de barranquilla, na colômbia, e fez parte da trilha sonora da telenovela colombiana el joe, la leyenda, que foi baseada na história do cantor e compositor de cartagena álvaro josé arroyo gonzález, conhecido como “el joe arroyo”. confira um vídeo com um trecho da telenovela que retrata uma festa de carnaval.

http://www.youtube.com/watch?v=0WPgde-rL_4

[/spoiler] [spoiler title=”quítame la mano” open=”0″ style=”1″]

quítame la mano, composta por cruz maria conopoy e jesús rosas marcano, com base rítmica do tambor cumaco e las guaruras, a canção é interpretada pelo grupo venezuelano tambor urbano e está disponível para baixar no site tambor urbano.

[/spoiler] [spoiler title=”vim da mata” open=”0″ style=”1″]

vim da mata, do grupo seu estrelo e fuá do terreiro, formado na cidade de brasília por tico magalhães,  que criou o mito do calango voador e que traz em suas canções elementos do cerrado e de tradições como o maracatu e o cavalo-marinho. este grupo, que se destaca na cena musical brasiliense, realiza anualmente o festival brasília de cultura popular e o festival brasileiro teatro de terreiro.

[/spoiler] [spoiler title=”carnaval” open=”0″ style=”1″]

carnaval, do cd plena libre (1998) da banda homônima. indicada quatro vezes ao grammy, a banda plena libre,  liderada por gary nuñez, produz um som moderno, mas com forte raiz nas tradições musicais de porto rico. o ritmo plena é a base de suas composições e da formação instrumental da banda, que inclui pandeiros, tambores e trombones. outros ritmos que se misturam com a plena nas composições da banda são a cumbia, a salsa e o merengue, produzindo um som alegre e cheio de energia.

[quote]

PLENA: A “plena” é um dos importantes ritmos da tradição popular porto-riquenha e se caracteriza por ser uma canção narrativa, similar ao corrido mexicano, ao vallenato colombiano e aos cordéis brasileiros.

[/quote] [/spoiler] [spoiler title=”cuando llega el carnaval” open=”0″ style=”1″]

cuando llega el carnaval, do disco llevarte al mar (2005), do hondurenho guillermo anderson. esta canção é acompanhada por um coro de mulheres garífuna chamado “la mala polilla”, faz referência ao momento festivo do período carnavalesco, que em honduras acontece durante o mês de maio. o destaque da festa fica por conta do carnaval que acontece na cidade de la ceiba, com seus desfiles e concertos. as comunidades garífunas com sua cultura tradicional representam uma importante  expressão cultural que marca a história do carnaval deste país.

[quote]

cuando llega el carnaval

Ella se alegra cuando llega el carnaval
Y le florece un poco de felicidad.
Ella se alegra porque baila en la carroza
Y le comentan que en ella se ve preciosa.
Por un momento
Olvida el tedio y la tristeza
y sale a relucir el sol de su belleza
por un momento esa dulzura de confite
Sale de la rutina gris de su escondite
Ella se alegra porque descansan sus penas
Y el papelillo cae sobre su piel morena.
Ella se alegra porque bailando se olvida
De las tristezas de las vueltas de la vida.

[/quote] [/spoiler] [spoiler title=”minha galera” open=”0″ style=”1″]

minha galera, composição de manu chao, numa versão de mundo livre s/a + mestre ambrósio + comadre florzinha + nação zumbi. a banda mundo livre s/a surgiu em 1984, em recife, e propunha a mistura de variantes do punk-rock em diálogo com o samba. foram responsáveis,  junto com chico sciences  & nação zumbi, pela consolidação do movimento mangue beat.

[/spoiler] [spoiler title=”ciranda da madrugada” open=”0″ style=”1″]

ciranda da madrugada, interpretada pela cantora olindense isaar frança, que fez parte do grupo comadre florzinha, e em carreira solo já conta com dois discos gravados. em sua proposta musical traz a influência da cultura popular do recife, com suas cirandas, maracatus, afoxés, bois e cavalos marinhos, além dos ritmos que caracterizam o dançante carnaval desta capital. “ciranda da madrugada” faz parte do cd azul claro (2006).

[/spoiler] [spoiler title=”fantasmas de carnaval” open=”0″ style=”1″]

fantasmas de carnaval, do cd logo (2007), de kevin johansen + the nada. este disco conta com a colaboração de músicos como andrea echeverri, amparo sánchez, albert plá e paulino moska. “fantasmas de carnaval”, faz em referência ao bairro de malvin, montevidéu, onde as comparsas garantem a alegria dos foliões.

[quote]

Cuando suena el último tambor
Y todos se fueron a dormir
Fantasmas de carnaval

Cuando todo parece morir
Y febrero ya se retiró
ahí salimo’ a redoblar

Esto no es el tango for ’sport’,
Esto se hace sólo por amor,
Camisas a transpirar.

Resonancia y reverberación
Son el pulso de nuestro latir
Fantasmas de carnaval

Y el regreso siempre volverá
Del origen al original

Cuando ya no suena el tamboril
Y el repique ya se las pico
Ahí salimo’a redoblar

No creemo’ en la reencarnación
pero sí en el reencarnaval
Y lo vamo’a demostrar

Y el regreso de los muertos vivos de una murga más
Que le quita el paso de los años a este gran ritual
Y el regreso de los muertos vivos de una murga más
Que le quita el paso de los años a otro carnaval

Sólo un niño parece escuchar
El rumor de un lejano cantar
Y el solito los va a ver pasar
Los fantasmas se van a ensayar…

Na, na, na,nanananaana
Fantasmas de carnaval…

Eiara ero eiara ero…

[/quote] [/spoiler] [spoiler title=”máscara negra / mulata ye ye ye” open=”0″ style=”1″]

máscara negra / mulata ye ye ye, esta canção pertence ao cd monobloco 10 ao vivo, do monobloco. esta banda surge em 2000 e reúne em seu repertório samba, xote, forró, rap e as marchinhas de carnaval, que fizeram sucesso nas rádios e no imaginário da população brasileira, entre as décadas de 20 e 60. confira as populares marchinhas “máscara negra” e “mulata ye ye ye”, a primeira, uma composição de zé kéti e pereira matos e a segunda, composta por de joão roberto kelly.

[/spoiler] [spoiler title=”carnaval toda la vida” open=”0″ style=”1″]

carnaval toda la vida, um dos grandes sucessos da banda los fabulosos cadillacs, da argentina. esta versão ao vivo de “carnaval toda la vida” faz parte do disco chao (2001) e, segundo vicentico, o vocalista e compositor desta canção, ” é uma composição que aborda tudo o que significa o carnaval: a exaltação de sentimentos e o desabafo geral”.

[/spoiler] [spoiler title=”frevofoguete (para os retrofoguetes)” open=”0″ style=”1″]

frevofoguete (para os retrofoguetes), da baiana system, banda que ao longo dos seus cinco cinco anos de carreira busca ampliar as possibilidades sonoras da guitarra baiana, instrumento anteriormente conhecido na bahia como pau elétrico, que completa 70 anos em 2013, e é tema do carnaval de salvador; este instrumento marca a história do carnaval desta cidade, pois também impulsionou o surgimento do trio elétrico e de novas práticas musicais.

[/spoiler]

 


compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email