conheça alguns carnavais destas nossas latitudes

a festa do carnaval é vivenciada em quase todo o mundo com diferentes peculiaridades. conheça alguns representativos carnavais dessas nossas latitudes e aproveite e escreva pra gente contando como é comemorado o carnaval na sua cidade!

[spoiler title=”andahuaylillas, peru” open=”0″ style=”1″]

o pukllay (jogo ou duelo, em quechua) ou festa de carnavais, é celebrado atualmente em todo o peru, nas zonas rurais e urbanas. é o carnaval em que se celebra a fertilidade, a lavoura, o florescimento das plantas e o encontro das “sipas” com os “maqtas”, mulher e homem jovens, respectivamente. assista a um curta-metragem que fala sobre o pukllay de andahuaylillas, distrito da provincia de quispicanchi, no departamento de cuzco.

[/spoiler] [spoiler title=”barranquilla, colômbia” open=”0″ style=”1″]

o carnaval de barranquilla é considerado obra-prima do patrimônio oral e imaterial da humanidade, reconhecido pela unesco, diante das diversas expressões e manifestações da cultura popular e tradicional, transmitidas de geração em geração e recriadas em função das dinâmicas culturais e sociais. o carnaval é caracterizado pelas trocas entre as culturas europeias, as culturas africanas e as culturas  nativas, que se expressam em diferentes manifestações,  a exemplo das  danças tradicionais do carnaval de barranquilla: dança do congo,  mapalé , son de negro (áfrica);  paloteo, garabato, diablos (europa); índios farotos, índios chimila, micos e micas (américa).

[/spoiler] [spoiler title=”oruro, bolívia” open=”0″ style=”1″]

declarado patrimônio da humanidade pela unesco, o carnaval da cidade mineira de oruro é uma das grandes manifestações de arte popular e da cultura tradicional andina. é uma festa pagã-religiosa que rende culto à virgen del socavón. tem como uma de suas principais danças a diablada, que representa uma luta entre o bem e o mal. aqui o carnaval é a representação, através da música e da dança, da relação entre a população e o “tío” dos mineiros, divindade considerada boa ou má ao mesmo tempo e que é associada com o diabo. assista ao vídeo e conheça mais sobre o carnaval de oruro:

[/spoiler] [spoiler title=”tilcara, argentina” open=”0″ style=”1″]

a festividade do carnaval em tilcara, na quebrada de humahuaca, província de jujuy, é iniciada com o desenterro do diabo, representado por um boneco de pano que foi enterrado no final do carnaval do ano anterior. quando o diabo é desenterrado, ele é levado ao centro da comunidade acompanhado de dança e música, principalmente por carnavalitos. com roupas coloridas e usando máscaras e chifres como disfarce, os foliões brincam melando o rosto com farinha e talco, bebendo chicha e distribuindo entre si folhas de manjericão, erva considerada afrodisíaca. a festa dura oito dias. termina no “domingo de tentación”, quando o diabo é enterrado novamente em um local conhecido por poucos para que descanse em paz até o próximo ano. confira também uma das coplas que se cantam nos carnavais da quebrada:

[quote style=”1″]

ahicito, ahicito
una planta de maicito,
Yo le dicho a mi chinita
que me espere por ahicito.
Arbolito del bordito
de verde, verde, ramada,
cuando le pido su sombra
solito se desparrama.
Cuando era chiquitito
me gustaba el quesito,
ahora que soy grandecito
quisiera darte un besito.
Muévase carnavalito
como flor de cortadera
zapateando, zapateando
levantando polvadera.

[/quote] [/spoiler] [spoiler title=”ponce, porto rico” open=”0″ style=”1″]

outro carnaval em que o destaque é a figura do diabo é o da cidade de ponce, que fica localizada no sul de porto rico. no carnaval de ponce, as pessoas usam fantasias disfarces coloridoas e divertidaos, com chifres e máscaras de formas diabólicas e assustadoras, as famosas máscaras de ponce, feitas de papel maché, e roupas brilhantes e coloridas. as que usam o traje completo são chamadas de vejigantes, que são chamadas assim por portarem uma “vejiga” (bexiga) de vaca inflada e seca, com a qual batem dão palmada nas pessoas. eles têm a função de assustar as pessoas, sobretudo as crianças.

[/spoiler] [spoiler title=”la ceiba, honduras” open=”0″ style=”1″]

o carnaval de la ceiba dura uma semana e ocorre no final do mês de maio.  segundo o músico guillermo anderson, tradicionalmente, os hondurenhos locais e os de outras cidades iam a la ceiba para brincar o carnaval, indo de uma ponta a outra da avenida san isidro, seguindo os grupos garífunas, cuja cultura deu origem a este carnaval, sendo anunciado anteriormente como “carnaval garífura”. hoje, essas tradições estão sendo modificadas, devido, entre outros favores, à presença massiva de anúncios publicitários, descaracterizando o aspecto de festa popular. confira aqui uma crítica do ceibenho guillermo anderson sobre ao atual carnaval de la ceiba,

[/spoiler]

compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email