convocatória para o i colóquio brasileiro de estudos andinos

Colóquio Brasileiro de Estudos Andinos – III Encontro binacional Literatura andina e cultura peruana:  “A arte, literatura e cultura entre a migração e a violência na região andina”

Promoção
Projeto de Pesquisa “Literatura andina e cultura peruana”; Núcleo de Estudos Latino-Americanos [NELAM/Fale/UFMG]; Rede de Estudos Andinos [Brasil] Apoio
Centro de Estudos Latino-americanos [CELA/UFMG]; Pós-graduação em Letras: Estudos Literários POSLIT/CAPES/PROEX [Fale/UFMG]; Centro de Estudos Literários e Culturais [CELC/Fale/UFMG]; Círculo Peruano de Minas Gerais; Centro de Estudios Literarios Antonio Cornejo Polar [CELACP/Peru]; Escuela de Literatura da Universidad Nacional Mayor de San Marcos [Peru]

Período
27 a 30 de maio de 2015

Local
Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais

Justificativa
A relação entre arte, literatura e cultura está fortemente marcada, atualmente na região andina mais do que em nenhuma outra região latino-americana, por dois elementos inseparáveis: a migração e a violência. Os dois elementos em questão sinalizam a marca d’água que recorta a história continental do território, produzindo com seus sinistros movimentos um reposicionamento da arte em todas as suas expressões. No Peru, os exemplos abundam: sua representação literária mais cabal pode ser entrevista no episódio em que o louco Moncada, personagem do livro El zorro de arriba y el zorro de abajo de José María Arguedas, lidera uma procissão de cruzes que os pobres carregam quando são expulsos do cemitério oficial de Chimbote, ao norte do Peru. As antigas caixas de São Marcos, usadas como marco religioso na serra de Ayacucho, migraram a Lima e se tornaram retablos artísticos nos anos de 1940, para, logo depois, retornar à sua terra e revelar ao mundo as violências da guerra interna dos anos de 1980-2000. Muitas das histórias vividas durante essas duas décadas de violência no Peru saltaram das páginas do Informe Final (2003) da Comisión de la Verdad y la Reconciliación, para performar os bailes de luto nas representações teatrais do grupo Yuyachkani, ou revelar a macabra frieza da letra nas páginas do premiado romance Ese camino existe (2011), de Fernando Cueto. Na Colômbia, o registro de uma sociedade degradada pela violência desembocou nos anos de 1990 numa forma de escrita conhecida como “la sicaresca antioqueña”, que refletia sobre esta triste realidade, acabou determinando a migração de artistas, como o escritor Fernando Vallejo, autor de La virgen de los sicarios (1994), que decidiu ir para o México e seguir lá sua carreira de escritor e roteirista de cinema. No âmbito da televisão, o ápice de uma teledramatrugia que teve como argumento o nascimento, vida e morte de conhecidos narcotraficantes, chegando a sustentar grandes índices de audiência da televisão aberta com seriados como “El cartel de los Sapos” (2008-2010), escrito pelo ex-traficante Andrés López, levantou uma importante discussão sobre a influência de uma “narcoestética” no imaginário de uma juventude e uma sociedade que, ao parecer e em algum momento, passaram a reconhecer estas histórias como parte integrante da sua realidade.

Objetivos
. Refletir sobre as produções artísticas, literárias e culturais da área andina e amazônica, regiões marcadas pela memória da violência e das migrações ocorridas em seu território, desde uma perspectiva transdisciplinar e comparada, bem como ligada à tradução de modo geral.
. Permitir o encontro de escritores, pesquisadores e estudiosos da região andina no Brasil, através desse que é o primeiro encontro da Rede Brasileira de Estudos Andinos, dedicada especificamente aos estudos da arte, literatura e cultura.. Facilitar o encontro de escritores e docentes peruanos com estudiosos brasileiros, a fim de dar continuidade aos estudos que se encontram em andamento no Brasil sobre a literatura e cultura do país vizinho
. Possibilitar o encontro de profissionais que trabalham com acervos literários do Brasil e Peru, ação prevista no convênio firmado entre o CELC/UFMG e CELACP/Peru.
. Rede Brasileira de Estudos Andinos

Durante o VIII Congresso Brasileiro de Hispanistas, realizado na UFRJ nos dias de 2 a 5 de setembro de 2014, foi criada a Rede de Estudos Andinos. A proposição desse grupo nacional de estudos andinos nasceu do desejo de materializar uma iniciativa de trabalho em rede, entre pesquisadores nacionais e não nacionais, em torno de um tema comum: a região andino-amazônica do continente latino-americano.
. Projeto Literatura andina e cultura peruana

Este projeto de pesquisa, radicado na Faculdade de Letras da UFMG, entra em seu quarto ano de atividade e tem como objeto de estudo a literatura andina peruana, sua crítica e tradução, além de certos fenômenos culturais contemporâneos, produzidos a partir de três grandes regiões do Peru: Lima, Cuzco e Chimbote. Está centrado na tradução crítica de obras literárias de escritores andinos, seguida da discussão teórica do sentido e lugar dessa narrativa dentro da literatura peruana e latino-americana, através do estudo do percurso de sua crítica literária e acadêmica, além do exame dos conflitos que surgiram em torno de quatro sujeitos constitutivos da cultura peruana: o runa, o criollo, o cholo e o chicha.

Comissão organizadora
Coordenação: Dr. Rômulo Monte Alto (UFMG/Presidente), Dra. Roseli Barros Cunha (UFC) e Dra. Meritxell Hernando Marsal (UFSC).
Comissão Científica: Dra. Meritxell Hernando Marsal (UFSC/Presidente), Dra. Roseli Barros Cunha (UFC) e Dra. Carla Dameane Pereira de Souza (UFBA)

Participação
O Colóquio é aberto à participação mediante a apresentação de COMUNICAÇÃO ORAL, para docentes, pesquisadores e alunos de pós-graduação, e de POSTERS para alunos de graduação. A data para envio de propostas é de 09 de FEVEREIRO a 27 de MARÇO de 2015. Os resumos, sobre temas aludidos ou relacionados ao mundo andino e amazônico, deverão conter entre 100 e 250 palavras.
Enviar aos seguintes e-mails: meritxellhmarsal@gmail.com e roselibc@gmail.com

 Programa previsto

27/05/2015 – 4ª. feira

19:00 – 21:00 h Sessão de Abertura
Conferência
28/05/2015 – 5ª. feira

9:00 – 11:00 h Mesa redonda A:
11:00 – 12:30 h Sessão de comunicações
14:30 – 16:30 h Mesa redonda B:
17:00 – 18:30 h Sessão de comunicações
19:00 – 20:00 h Conferência

29/05/2015 – 6ª. feira

9:00 – 11:00 h Mesa redonda C:
11:00 – 12:30 h Sessão de comunicações
14:30 – 16:30 h Mesa redonda D:
18:00 – 18:30 h Sessão de comunicações
19:00 – 21:00h Sessão de Encerramento

Conferência

30/05/2015 – Sábado

Visita ao Acervo dos Escritores Mineiros
Reunião de trabalho

outras informação no site do evento: http://www.letras.ufmg.br


compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email