programa ibercultura viva lança edital de intercâmbio

Com o objetivo incentivar e potencializar a criação e o desenvolvimento de redes de atores culturais na região, o programa IberCulturaViva lança o primeiro edital de intercâmbio, que é destinado aos países membros do programa: Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, El Salvador, Espanha, México, Paraguai, Peru e Uruguai.

O IberCultura Viva é um programa de cooperação intergovernamental para a criação e o fortalecimento das políticas públicas de cultura viva comunitária. Iniciado em 2014, é vinculado à Secretaria Geral Ibero-Americana (Segib) e tem o apoio administrativo da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI). A Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SCDC/MinC) de Brasil é a sede da Unidade Técnica do programa.

O Edital  é dividido em três categorias:

1) intercâmbio (mobilidade e criação de redes) entre agentes culturais;

2) participação no II Congresso Latino-americano de Cultura Viva Comunitária, a ser realizado de 27 a 31 de outubro, em El Salvador; 

3) criação de conteúdos culturais (produtos) feita em conjunto por organizações da sociedade civil de dois ou mais países;

As inscrições para as categorias 1 e 3, que incentivam o desenvolvimento de projetos culturais conjuntos, estão abertas até o dia 28/09/2015. O prazo de  inscrição na categoria 2, que visa apoiar a participação de pelo menos um agente cultural de cada país no congresso de El Salvador,  está aberta até o dia 30/08/2015.

Seleção

Os candidatos podem fazer uma única inscrição por categoria. Os projetos apresentados nas categorias 1 e 3 devem contemplar alguns objetivos, como a valorização da diversidade cultural e da educação, a promoção da participação social como um direito cidadão, a defesa dos direitos humanos, a geração de oportunidades para o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens, e a integração entre países. Podem participar entidades legalmente constituídas ou coletivos reconhecidos nacionalmente pelo desenvolvimento de atividades ou processos culturais.

Na categoria 2 (pessoa física), entre os critérios a serem avaliados, estão a experiência em atividades culturais comunitárias e articulação de redes culturais. Na categoria 3, serão avaliados a viabilidade do projeto, levando em conta orçamento, cronograma, recursos humanos e recursos materiais disponíveis, e os resultados esperados.

A etapa de habilitação dos projetos será de responsabilidade da Unidade Técnica do IberCultura Viva e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI). A etapa seguinte, de julgamento, ficará a cargo do Comité Intergovernamental e do Comitê Técnico do programa. Os recursos para a premiação vêm do Fundo Ibero-americano IberCultura Viva, administrado pelo escritório da OEI em Brasília.

Os formulários de inscrição estão disponíveis no site da Organização dos Estados Ibero-americanos (www.oei.org.br) e devem ser enviados via correio eletrônico para o email edital.iberculturaviva@gmail.com

Confira o edital  aqui.


compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email