latitudes poéticas

algumas canções para inspirar:

você já sabe: é hoje, sábado, 6 de outubro, na praia dos livros. poesia e boa música abrem o I festival latitudes latinas, que tem ainda exibição de documentários, bate-papo musicado, oficinas sobre ritmos afrolatino-americanos e o show afropercussividades, com artistas baianos, gaúchos e argentinos. ah, e bailinho, claro! e para ir preparando o ambiente para a noite de poesia, a gente selecionou pra você canções feitas a partir de poemas, canções cujas letras trazem poesia e poemas lidos nas vozes de seus autores. confira aqui a programação do festival latitudes latinas e espalhe por aí a notícia. e se você estiver em maceió neste final de semana, lembre-se: o músico uruguaio gonzalo deniz se apresenta com seu projeto solo franny glass no festival lab, que tem shows agendados para este domingo, 7 de outubro, no centro cultural linda mascarenhas. bom show, bom sarau, boas bailadinhas, bons dias pra gente. e vamoarriba!

confira as canções e os artistas desta semana

[spoiler title=”costarriquísima” open=”0″ style=”1″]

costarriquísima, do costarriquenho manuel monestel. o músico surgiu no âmbito musical nos anos 70 com a banda erome, começando aí uma aproximação com o ritmo afro-caribenho calypso. com o nicaraguense luis enrique mejía godoy formou o grupo tayacán, e com sua banda cantoamérica, o cantor aposta e aprofunda-se ainda mais no calypso limonense. é com este ritmo que o artista e pesquisador vem colocando para dançar diversas gerações de centro-americanos.

[/spoiler] [spoiler title=”todo o sentimento” open=”0″ style=”1″]

todo o sentimento, canção de chico buarque e cristovão bastos interpretada pelo costarriquenho radicado em salvador mario ulloa, que além de músico é professor da universidade federal da bahia. com o violinista daniel guedes, gravou um disco com repertório exclusivamente brasileiro, do qual faz parte “todo o sentimento”. confira o vídeo desta composição.

[media url=”http://www.youtube.com/watch?v=XZqVrkaVJMo” width=”600″ height=”400″] [/spoiler] [spoiler title=”puntos suspensivos” open=”0″ style=”1″]

puntos suspensivos, poema de joaquín sabina lido pelo próprio.

[/spoiler] [spoiler title=”antes de amarte, amor” open=”0″ style=”1″]

antes de amarte, amor, poema de pablo neruda musicado por Pedro guerra.

[/spoiler] [spoiler title=”sobre las ventajas de soñar” open=”0″ style=”1″]

sobre las ventajas de soñar, poema de gioconda belli.

[/spoiler] [spoiler title=”anoche soñé contigo” open=”0″ style=”1″]

anoche soñé contigo, canção que brinca com o universo literário do escritor espanhol calderón de la barca. foi incluída no álbum do cantor e compositor kevin johansen. este mês, o cantor argentino se apresentará em bogotá, na colômbia, e logo fará uma turnê pelo méxico. seu novo disco, um disco duplo intitulado bi, pode ser ouvido diretamente do seu website. letra

[/spoiler] [spoiler title=”la luna” open=”0″ style=”1″]

la luna, poema de jaime sabines, em sua própria voz.

[/spoiler] [spoiler title=”tonada de luna llena” open=”0″ style=”1″]

tonada de luna llena, canção do venezuelano simón díaz, interpretada por caetano veloso no disco fina estampa. esta tonada foi incluída pelo cineasta espanhol pedro almodóvar na trilha sonora do seu filme la flor de mi secreto.
poseo la vista más hermosa, poema de william osuna, lido por ele mesmo.

[/spoiler] [spoiler title=”agua negra (back water)” open=”0″ style=”1″]

agua negra (back water), composição do músico armenio arto tuncboyacián incluída no álbum margarita y azucena da cantora e percussionista argentina mariana baraj, artista que participou de grupos de diversos gêneros e que hoje traz a seu repertório timbres e sonoridades contemporâneos combinados com saberes tradicionais.

[/spoiler] [spoiler title=”escuadras” open=”0″ style=”1″]

escuadras, composição de adriana calcanhotto, numa versão em espanhol interpretada por franny glass, projeto do uruguaio gonzalo deniz criado em 2007 e que conta com três discos lançados e diversas colaborações de artistas como luciano superville, fernando cabrera e jorge drexler. essa versão faz parte do compilado não moro mais em mim, lançado em 2011.

[/spoiler] [spoiler title=”en otoño, amiga mía” open=”0″ style=”1″]

en otoño, amiga mía, de franny glass, do último álbum el podador primaveral (2011). considerado um dos representantes do folk contemporâneo, gonzalo deniz traz um som mais intimista, com voz e violão, além da influência da literatura em suas composições. confira aletra e o vídeo de “en otoño, amiga mía”.

[media url=”http://www.youtube.com/watch?v=o6cnbqAffLE” width=”600″ height=”400″] [/spoiler] [spoiler title=”tenho que seguir” open=”0″ style=”1″]

tenho que seguir, do álbum serenade of a sailor (2011), de momo, projeto criado em 2006 pelo cantor e compositor mineiro, radicado no rio de janeiro, marcelo frota, que tem trabalhado com o folk e a psicodelia, num estilo mais intimista. momo irá se apresentar amanhã, 07/10, no festival lab, no teatro linda mascarenhas, em maceió. confira o vídeo da canção “tenho que seguir”.

[media url=”http://www.youtube.com/watch?v=J3hm0Pen2Tk” width=”600″ height=”400″] [/spoiler] [spoiler title=”hoy no quiero verte nunca más” open=”0″ style=”1″]

hoy no quiero verte nunca más, de franny glass, do álbum hay un cuerpo tirado en la calle(2009), que recebeu três indicações para o prêmio graffit, no uruguay. franny glass, que tem feito shows no brasil, estará também amanhã (7/10) no festival lab, em maceió, apresentando as canções do seu último trabalho el podador primaveral (2011). confira a letra e o vídeo da canção “hoy no quiero verte nunca más”.

[media url=”http://www.youtube.com/watch?v=L6m5aF30UIY” width=”600″ height=”400″] [/spoiler] [spoiler title=”hola circo” open=”0″ style=”1″]

hola circo, do álbum circo, de los verde, banda do uruguay, liderada pelo guitarrista e compositor gavilán. a banda se destaca pelas constantes referências ao pop rock dos anos 60, em especial ao trabalho dos beatles.

[/spoiler] [spoiler title=”bicho de humedad” open=”0″ style=”1″]

bicho de humedad, do cd álbum (2006), da banda uruguaia vieja historia, que mescla diferentes gêneros e resulta num pop-rock, rock-country, blues-rock.

[/spoiler] [spoiler title=”ansiedad” open=”0″ style=”1″]

ansiedad, do álbum homônimo de fede graña. neste disco, o primeiro de sua carreira solo, federico graña destaca seu trabalho como cantor, multi-instrumentista e produtor artístico. foi membro da banda vieja historia, em que atuou como compositor, guitarrista e vocalista.

[/spoiler] [spoiler title=”hoy pinté mi habitación” open=”0″ style=”1″]

hoy pinté mi habitación, do álbum hay un cuerpo tirado en la calle (2009), também de franny glass, que disponibilizou o download gratuito de seus três discos no seu site oficial. confiraaqui a letra de “hoy pinté mi habitación”.

[/spoiler]

compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email