otro haiti

sim. existe um haiti que sofre, que morre, que pede ajuda, abrigo. mas existe também outro haiti. muitos outros talvez. existe, por exemplo, um haiti que a gente deveria estudar nas aulas de história. pra aprender com quanta indignação se luta pra libertar seres humanos da opressão, pra inaugurar um país mais justo. existe um haiti que a gente deveria ter presente em nossas aulas de literatura, nos saraus, na mesa diária, três vezes ao dia, sem moderação. conheça aqui algo da poesia haitiana. e confira abaixo uma seleção musical pra se emocionar com tanta beleza.

 

clique abaixo para ouvir o programa pelo computador:

clique para ouvir o programa

 

e abaixo para ouvir através de dispositivos móveis:

 

 

uma definição de poesia – poema do haitiano rené depestre dedicado a jorge amado

a poesia é nosso pai que chega à noite,
sob uma chuva torrencial, e que nos canta
uma lastimosa canção composta para uma
colherzinha de prata.
nosso pai queria cessar a chuva de setembro com uma
colherzinha, e a chuva revirou seu espírito como
uma calça velha.
a poesia é:
um pai haitiano que perde a razão
por uma colherzinha na canção
sob uma chuva que cresce com raiva
ao pé de nossa infância!

 

mamam ciroua (canto tradicional do haiti) – de boca en boca cd de boca en boca

canção tradicional haitiana interpretada pelo quarteto vocal argentino boca en boca, fundado em 2001.

 

rejette – les freres dodo
grupo fundado na província de port-au-prince pelo cantor, compositor e violonista haitiano jean lucian, conhecido como frère dodo

 

coquillage – tonton dezirab

 

confirmation – strings
fundado pelo violonista jacky ambroise em 2004, a banda instrumental de cordas já lançou cinco álbuns, o primeiro e reconhecido mundialmente foi “tropical mood” que tem como referência a música de trovador, tradicional de seu país, e a música flamenca.

 

lina – beethova obas
músico haitiano autodidata, beethova iniciou sua pesquisa musical nos anos 90 a partir da guitarra e do acordeão na música africana. beethova ganhou este nome em homenagem a beethoven e foi dado por seu pai, o também músico e pintor charles obas.

 

o haiti – ellen oléria
a brasiliense ellen é cantora, compositora, atriz e ativista dos direitos lgbt. atua no cenário músical mesclado ritmos brasileiros numa música contemporânea desde o ano 2000. ellen já esteve à frente das bandas pret.utu e soatá, além de ter lançado cinco discos autorais.

quem viu disse que não se emocionou
mentiu, tentou mudar de assunto e não conseguiu
entrou no quarto, lembrou, chorou e pediu pro céu
pra não ver mais corpo civil

pro povo que pisa descalço
naquilo que um dia já foi um asfalto
pro povo que dorme apertado
mesmo sem ter nada, acorda com medo do assalto
de noite tem medo de estupro e assassinato
no caos que dura séculos na ilha do descaso

além do efeito dos tremores da terra
o efeito de anos e anos de guerra
desespero de quem nunca viu vida liberta
será que é esse o fim da sua nova era? não!
essa gente, que também é minha gente, supera
também é minha aquela pele preta
também é minha aquela lágrima que cai na sarjeta
aguenta!
há em ti, há em mim firmeza, aiai

ai, ai ai ai, ai ai, haiti
ai, ai ai ai, ai ai, haiti

cinco dias debaixo do chão, fome e medo
mas o segredo da sobrevivência vem desde o berço
quem tem esperança, espera
mais uma fênix renasce da cratera
permanece vivo na ilha de são domingos
no sorriso de suas meninas e meninos
permanece vivo na ilha de são domingos
no sorriso de suas meninas e meninos

quem viu disse que não se emocionou
mentiu, tentou mudar de assunto e não conseguiu
entrou no quarto, lembrou , chorou e pediu pro céu
pra não ver mais corpo civil
pra não ver mais corpo civil

ai, ai ai ai, ai ai, haiti
ai, ai ai ai, ai ai, haiti

 

para você, cabeça de vento – poema de rei seely, poeta haitiano radicado no brasil.
eu estou falando com você
você que não fez a história
eu venho de um país de pé
saqueado pelo galo e a águia
eu não sou nem cristão, nem católico
que causou a guerra de cem anos
nem a metrópole da religião capitalista
pregando resiliência, fabricando miséria

eu sou a mãe, mãe da liberdade
abandonada pela ignorância de desigualdade
e destruída pela casa grande
em um mundo implacável de dificuldade

eu tenho raízes humanistas da minha infância
sem compromisso e com coração
eu mostrei-lhe o caminho da razão
nós éramos inseparáveis na época

eu sei que minha vida é guerra
você aprecia a força de meus filhos
tratando-os bons trabalhadores como escravos
com trabalhos pesados por um salario de miséria

eu não sou nem a lixeira da américa
se você utilizar minha pobreza
para construir suas cidades de beleza
você é sanguessuga com sua ajuda humanitária!

filhos de povoamento privilegiados!
filhos de exploração marginalizados!
a história dos povos não é uma ficção
porque nós somos todos os produtos de importação.

 

wale – rutshelle guillaume
nascida em port-au-prince a cantora e compositosa rutshelle iniciou a carreira solo em 2010 e lançou em 2012 seu primeiro cd intitulado “kite m kriye”. a música “wale” é uma homenagem desta artista às vítimas do terremoto acontecido no haiti no ano de 2010.

 

pa lage sa – letra: jean francois mandela | música: jean francois mandela & jean bélony murat (bélo)
mandela é cantor, compositor e guitarrista haitiano, nascido em port-de-paix. em 2014 a canção de sua autoria “pa lage as” foi incluída no cd “natif natal” de jean bélony murat (bélo), cantor e guitarrista nascido no haiti e que mescla ritmos como o merengue, zouk e reggae.

dèfwa menm si nan lavi ou tout wout bare fò’w pa kanpe
chak moun g’on jou pou wòch lavi’l woule fò’w kwè nan destine
pa koute moun kap diw pa janm anyen paskew se malere
gen anpil moun ki pa janm kwè nan sa ki rele destine
solèy bondye klere pou tout moun oh, fòw pa lage
menm si devanw tout wout bare oh, pèsevere
pa kite moun tretew de enferyè paskew pa g’on dola
respèw ak diyitew pi siperyè pase milyon dola
pa bliye lafwaw se zam pou goumen ak lavi a
pa pèdi sanfwaw menm lè pwòp fanmiw vle chanje sa a

woyo yo yo, woyo yo yo
woyo yo yo, woyo yo yo

dèfwa ou kon leve nan kay la nan pyew timoun ap kriye
pou ou sa wap pase son tray la menw pa gen lòt pòt pou frape
ou anvi kouri, menw pa gen destinasyon
ou anvi vag lavi, menw gen twòp okipasyon
dèfwa ou oblije reziyew ak sa lavi a pote
menm si tout moun ap imilyew pa bliye pran kwaw pote
fòw pa kriye la, fòw pa lage sa, depi wap viv fòw gen lespwa sa ka chanje la

woyo yo yo, woyo yo yo
woyo yo yo, woyo yo yo

pran kouraj vye frè solèy gen poul leve
pa dekouraje apran pèsevere
pran tout fòs ou
pa di li twò ta pou ou
fòk ou pa lage

fòw pa kriye la, fow pa lage sa, depi wap viv fòw gen lespwa sa ka chanje la

 

e sil pavle vini – tiga jean baptiste
o cantor e instrumentista haitiano tiga é também criador do grupo musical tchaka, onde mistura ritmos haitianos ao ritmo shona do zimbabué

 

nou pa pou nou pa kont (kanaval 2015) – c-projects

 

haiti – elza soares cd do cóccix até o pescoço
quando você for convidado pra subir no adro
da fundação casa de jorge amado
pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
dando porrada na nuca de malandros pretos
de ladrões mulatos e outros quase brancos
tratados como pretos
só pra mostrar aos outros quase pretos
(e são quase todos pretos)
e aos quase brancos pobres como pretos
como é que pretos, pobres e mulatos
e quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
e não importa se os olhos do mundo inteiro
possam estar por um momento voltados para o largo
onde os escravos eram castigados
e hoje um batuque um batuque
com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária
em dia de parada
e a grandeza épica de um povo em formação
nos atrai, nos deslumbra e estimula
não importa nada:
nem o traço do sobrado
nem a lente do fantástico,
nem o disco de paul simon
ninguém, ninguém é cidadão
se você for a festa do pelô, e se você não for
pense no haiti, reze pelo haiti

o haiti é aqui

o haiti não é aqui

e na tv se você vir um deputado em pânico mal dissimulado
diante de qualquer, mas qualquer mesmo, qualquer, qualquer
plano de educação que pareça fácil
que pareça fácil e rápido
e vá representar uma ameaça de democratização
do ensino do primeiro grau
e se esse mesmo deputado defender a adoção da pena capital
e o venerável cardeal disser que vê tanto espírito no feto
e nenhum no marginal
e se, ao furar o sinal, o velho sinal vermelho habitual
notar um homem mijando na esquina da rua sobre um saco
brilhante de lixo do leblon
e quando ouvir o silêncio sorridente de são paulo
diante da chacina
111 presos indefesos, mas presos são quase todos pretos
ou quase pretos, ou quase brancos quase pretos de tão pobres
e pobres são como podres e todos sabem como se tratam os pretos
e quando você for dar uma volta no caribe
e quando for trepar sem camisinha
e apresentar sua participação inteligente no bloqueio a cuba
pense no haiti, reze pelo haiti

o haiti é aqui

o haiti não é aqui


compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email