poemas de valdeck almeida de jesus

escritor e ativista cultural, valdeck almeida de jesus nasceu em jequié (bahia, brasil). membro da academia de letras do brasil (seccional suíça), academia de letras de jequié, academia de cultura da bahia e da academia de letras de teófilo otoni, valdeck possui várias publicações, entre elas: memorial do inferno. a saga da família almeida no jardim do éden, (scortecci), 2005 – romance. para saber mais sobre o poeta clique aqui. a seguir, alguns poemas do escritor.

 

Car & Oca
Por alguém
O contato se dá via satélite,
De fone a fone, ligação local.
Conversas, conversas, nós atados.
E o encontro fatal é marcado.
Horácio, local, data:
Tudo bem combinado.
A senha será a seguinte:
“Que hora é esta?”.
E a resposta certeira segue:
“A mesma de sempre”.
Daí abre-se um sorriso…
Bate-papos, cervejas, olhares
Contato fatal no campo
E a emoção fala mais alto.

 

Jacobina

Do alto do Cruzeiro, te admiro
Observo tuas ruas estreitas
Meu olhar percorre tuas serras
Inebria-me tua rústica beleza
Desço a serra, te abraço
Do teu solo sinto a frieza
De tuas pedras a dureza
E o silêncio que te sufoca
E só após anos a fio
Murmuras em meu ouvido,
Faz-me sentir e entender
O que tua brisa está a dizer
Tuas ruas, tuas praças
Tudo começa a fazer sentido
E eu consigo enfim decifrar
Teu sentimento tão escondido.

 

Pomba Preta da Paz

Chega de luz no fim do túnel;
É tempo de enegrecer, escurecer,
todos os túneis, ruas, praças;
tudo virar noite, trevas, sombras…
É tempo de ocupar esquinas, labirintos da Terra,
as profundezas abissais,
empretecer cada canto, cada recanto;

É hora de ocupar o que é de direito,
repartir a renda nacional,
estar em todos os continentes,
rios, riachos e afluentes…
É tempo de reciclar,
passar tudo pelo Buraco Negro,
filtrar o mundo e o universo,
fazer outra prosa e outro verso…

A coisa tem que ficar preta
e quanto mais preta, melhor;
se empretecer, vai melhorar…
Mentes e consciências
o Câmbio Negro vai cambiar
e a cor negra vai imperar…
Será um novo mundo,
com Magia Negra
e todos terão orgulho
de ser mais uma Ovelha Negra
participar do Mercado Negro
e entrar na Lista Negra
pois tudo vai enegrecer…

É hora de substituir a Pomba Branca
pela verdadeira Pomba Preta da Paz…

 

Fonte:

http://www.galinhapulando.com/visualizar.php?idt=5564672

http://www.antoniomiranda.com.br/poesia_brasis/bahia/valdeck_almeida_de_jesus.html


compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email