poemas de virna teixeira

nascida em fortaleza (ceará, brasil), virna teixeira é escritora, neurologista, poeta, editora, curadora e tradutora. é autora de alguns livros, dentre estão: visita (2000) e distância (2005).
conheça abaixo alguns de seus poemas.

 

detox
Enrolou os ferimentos em gaze. Feridas cicatrizam com o tempo. Ainda que restem entalhes. Memórias desenhadas nos ossos, adornos.
Tirou fotografias como registros. Meses após o trauma. Sem sangue nas conjuntivas.
Deixou para trás a câmera. Travesseiro, lençol branco, a água morna do banho. Inverno, lembrança noturna.
A transformação do rosto. Quando retirou as ataduras, as suturas.
No dia da partida, árvores. De perfil no trem, a luz sobre os cabelos, castanhos.

 

conversa

entre sombras de
árvores, a noite

relva, onde
pesadas as
palavras

desabem, como
frutos

pequenas equimoses
sob as
polpas.

 

distância
um telefonema de
três minutos

depois,
o silêncio

do outro lado
da linha.

 

noite

branca, a sala
a cor desta
ausência

teto

inalcançável

sofá, o vulto
imaginário
de um corpo.

 

 

dorso

Revestir a nudez

primeira palavra:
toque.

Sílabas
desentendem
o silêncio.

 

calçada

pequeno, o
frágil
corpo
soluça

vermelha,
a flor
entre os
dedos

 

 

lisboa

os pés
caminham,
molhados

entre óculos
analíticos e
gabardinas

pela ladeira
a chuva
escoa

saudade

mágoas

 

 

fotografia

a solidão dele
na cozinha,
perto

da janela

um vaso de
tulipas

 

muros 

Depois
do portão

as lágrimas
deságuam

 

fonte: http://www.algumapoesia.com.br/poesia2/poesianet142.htm

http://www.antoniomiranda.com.br/iberoamerica/brasil/virna_teixeira.html


compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email