¿te suena un bailinho?

chame gente, chegue junto e baile mucho. nesta edição, uma trilha sonora para “castigar baldosa”, para “sacarle viruta al piso”, enfim, pra pasarla bien com cumbias, champetas, guitarradas e outros malemolentes remelexos…

[spoiler title=”chungas revenge” open=”0″ style=”1″]

por gotan project,  grupo musical formado em paris por philippe solal (francês), eduardo makaroff (argentino) e christoph müller (suíço). o nome deste trio vem da inversão das sílabas da palavra tango, seguindo o costume do lunfardo de pronunciar as palavras “al revés”, ou seja, de trás para a frente. com o estilo conhecido como tango eletrônico, nesta regravação de “cumbia’s revenge”, canção de frank zappa gravada pela primeira vez em 1970, conta com a participação de axel krygier, compositor e multi-instrumentista argentino.

[/spoiler] [spoiler title=”mix tape zzk king coya (fragmento)” open=”0″ style=”1″]

king coya é a versão imaginária e digitalizada de gaby kerpel, renomado compositor argentino, que conhecido por combinar a cumbia tradicional colombiana e a música folclórica argentina com a música eletrônica. para esta gravação, apresenta remixes de faixas de seu primeiro álbum, cumbias de villa donde (2009). gaby kerpel faz parte do zizek club, coletivo de músicos que faz cumbia digital.

[/spoiler] [spoiler title=”cumbia klezmer” open=”0″ style=”1″]

esta canção faz parte do cd radio galena (2008), disco da banda la mano ajena que reúne composições em formato de jingles publicitários e locução radial. la mano ajena é um grupo chileno que, em suas canções, reúne ritmos do mundo em uma perspectiva contemporânea, com recursos de teatro, de onde provêm alguns de seus músicos. suas referências são o jazz manouche, o klezmer, a música cigana e a balcânica, ao que somaram ritmos latino-americanos como a cumbia, o mambo, a rumba, o tango e outras influências, como o rock e o ska.

[/spoiler] [spoiler title=”cumbia carlito” open=”0″ style=”1″]

canção composta e interpretada pela banda conmoción. “cumbia carlito” integra o seu segundo álbum, cuerpo repartido (2010), título que faz referência a túpac katari, líder de uma rebelião indígena, na bolívia, contra o império espanhol, que foi executado e esquartejado em 1780 como aviso aos outros rebeldes. a banda conmoción é um grupo formado por vinte artistas chilenos que evocam as festividades populares latino-americanas e universais, com recursos de música cigana e cumbia, além de ska e cha-cha-cha.

[/spoiler] [spoiler title=”da calçada pro lobato (para pio lobato)” open=”0″ style=”1″]

composição da banda baiana system em homenagem ao guitarrista pio lobato, que é um músico estudioso da guitarrada, gênero tradicional do pará que mistura ritmos da região norte do brasil com ritmos caribenhos. pio lobato buscou ampliar as possibilidades da guitarra, agregando elementos eletrônicos; como também o faz baiana system, ao explorar a sonoridade da guitarra baiana, como podemos conferir na canção “da calçada pro lobato (para pio lobato)”.

[/spoiler] [spoiler title=”guitarrada nipocaribenha” open=”0″ style=”1″]

da banda la pupuña.  formada por estudantes de música, la pupuña traz uma sonoridade que combina rock, merengue, surf music,  música brega com ritmos caribenhos e ritmos da região norte do brasil, em especial a guitarrada.  os mestres  da guitarrada paraense (aldo sena, curica e mestre vieira) influenciaram o estilo dos rapazes, como também bandas como the clash, pink floyd e os cubanos do buena vista social club. “guitarrada nipocaribenha” pertence ao cd  all right penoso!!!.

[/spoiler] [spoiler title=”fayaguaya (firewire)” open=”0″ style=”1″]

de systema solar, que é um coletivo  músico-visual da região do caribe,  colômbia,  formado por artistas de diferentes países.  eles encontraram nos ritmos afro-caribenhos inúmeras posibilidades para realçar a força e a potência desta música. assim, buscam recriar estes ritmos a partir do uso de ferramentas eletrônicas. além disso, o coletivo cria espetáculos audio-visuais com estilo próprio intitulado de berbenautika, inspirados na tradição de pikós (sistemas de sons) e na  verbena (festa popular).  “fayaguaya (firewire)” faz parte do disco verbenautica.

[/spoiler] [spoiler title=”qué más puedo darte” open=”0″ style=”1″]

canção do disco costa y calor, do cantor e compositor guillhermo anderson. nascido no porto caribeño de la  ceiba, honduras, guillermo anderson é um  artista  reconhecido pela dedicação à valorização da cultura. suas canções sempre fazem referência às manifestações culturais, expressões e formas de observar a vida em seu país. É conhecido por explorar em seu trabalho diferentes ritmos caribenhos, misturando ritmos das culturas garífunas, como a punta e a parranda, com o reggae  e o son, entre outros.

[quote]

Te Traje caracolitos
De maravilla y color
Peces que bailan bonito
Una danza del amor
Una garcita morena
De alla por el cangrejal
De flores una cadena
Dos patos y un pavo real
Y por la noche subi los cerros
Para poder alcanzar
Un puñado de estrellitas
Solo pa’hacerte un collar.
QUE MAS PUEDO DARTE NEGRITA ADORADA
TE ESTOY DANDO TODO Y NO TE PIDO NADA
SOLO EL SOL ME FALTAPERO NO SOY DIOS.
TENGO AMOR DE SOBRA PARA NOSOTROS DOS
Te traje uvitas de playa
Estrellas lindas de mar
Plumitas de guacamaya
Loros que saben cantar
Te traje aroma de flores
Lluvia de selva y te di
Piedras de todos colores
Luciernagas te encendí

[/quote] [/spoiler] [spoiler title=”no habla na'” open=”0″ style=”1″]

interpretada por luís torres e viviano torres, é a música que inicia o disco voodoo love inna champeta-land, da colombiafrica, the mystic orchestra, banda que toca música afro-latina combinada com diversos ritmos. o cd, gravado em 2007, contou com a presença dos colombianos viviano torres, luís towers e justo valdés, tocando com dally kimoko, diblo dibala, sékou diabaté, nyboma e rigo star. o álbum teve a direção de lucas silva e as gravações foram feitas na colômbia e em paris.

[/spoiler] [spoiler title=”zarandia champeta” open=”0″ style=”1″]

também é uma canção do álbum voodoo love inna champeta-land, da banda colombiafrica, the mystic orchestra. a champeta é o som de rua afro-colombiano da costa caribenha, uma mistura de ritmos e culturas. a banda é resultado de um intercâmbio entre músicos colombianos e mestres do antigo continente africano. e foi após o encontro dos músicos louis towers, viviano torres e justo valdés no décimo festival dom quixote, na frança, que nasceu a ideia de gravar este álbum.

[/spoiler] [spoiler title=”kumina” open=”0″ style=”1″]

é mais uma canção da banda colombiafrica, the mystic orchestra que está no cd voodoo love inna champeta-land. a história deste disco ganhou forma quando as comunidades afro do caribe colombiano descobriram o highlife e soukus, dois importantes ritmos da música popular africana. a produção deste cd iniciou em 2002 com a viagem de bopol para a costa do caribe colombiano e terminou somente em 2007, em paris, frança, onde foram convidados vários talentos reconhecidos do congo, guiné, angola e camarões.

[/spoiler]

compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • RSS
  • PDF
  • Email